Vertical Gallery

A OPÇÃO PELO NADA

Devo dormir cedo para acordar disposta para o trabalho ou fico mais um pouco na rede social?

 

Devo comprar uma sobremesa ou alcançar o limite do cartão de crédito?

Devo comprar roupas novas ou um tapete novo para a sala?

 

Devo seguir por essa rua engarrafada ou tentar a sorte na próxima à direita?

 

Pinto o cabelo de azul ou vermelho?

 

Será que peço para alguém pegar as crianças na escola ou vou eu mesma? 

Imersos em um cotidiano intenso, são cada vez mais numerosas as decisões que devemos tomar por conta própria. A vida nos passa pelos dedos quando as opções são demasiadas numerosas, muito do tempo que gastamos é tomando decisões que podem ser bastante supérfluas quando paramos para pensar uma segunda vez sobre elas. Gostaríamos que a Alexa tomasse conta de tudo, mas isso seria apenas mais um sintoma do sequestro que o nosso tempo de qualidade sofreu no último século.    

Defronte a tantas opções a artista belo-horizontina Bia Perdigão opta pelo nada. 

O nada, neste sentido, não seria a negação da escolha, mas a escolha de não escolher nada. Assim, a presente exposição nos apresenta duas séries de trabalhos criados pela artista, "Sobre o Dispensável ou a Opção Pelo Nada" e "Jardim de Flores Malvadas". Utilizando-se de impressão em papel térmico, Bia Perdigão nos permite fruir de trabalhos fadados ao fim desde o começo.

Diante da inevitabilidade do tempo, a decisão de tentar preservá-lo, estendê-lo até o máximo, pode se provar tentadora. No entanto, o convite feito pela artista nos desafia a aceitar que o que vemos em breve não estará mais ali, e em vez de optar por usar de nosso tempo adiando o inevitável, o mais proveitoso deveria ser optar pelo nada e apreciar o desdobrar dos eventos.

 

unnamed.jpg
chama.png
EPSON291.jpg
EPSON289.jpg
EPSON290.jpg
EPSON287.jpg
Foto 21-05-2021 21 39 24.jpg
jardimdefloresmalvadas - 1.jpeg

Organization: Engasga Gato Collective

Supporters

Clemilda Melo Ferreira
Hélio Mattos Jr.
Thiago Heinemann Rodeghiero
+
Anonimous